Veganismo: proteção aos animais e alimentação saudável

No dia 1º de novembro é celebrado o dia Mundial do Veganismo, pessoas que aderem a este estilo de vida excluem, na medida do possível, todas as formas de exploração e crueldade contra animais, não só na alimentação, como também em outros produtos como roupas, sapatos e produtos de beleza.

  • 14% dos Brasileiros se declaram vegetarianos
  • 55% consumiriam mais produtos veganos se estivessem indicados na embalagem

Diferença entre vegetarianismo e veganismo

O vegetarianismo é uma dieta alimentar que exclui todos os tipos de carne, já o veganismo é uma filosofia de vida, sua luta é pelo fim da exploração e a crueldade contra animais. Pessoas veganas não consomem produtos de origem animal ou que tenham sido testados em animais.

Como se tornar vegetariano ou vegano?

Antes de tomar sua decisão, é importante procurar um profissional de nutrição para que ele possa indicar a melhor forma de substituir a proteína na alimentação. Com a orientação do nutricionista você pode pesquisar receitas, fazer testes e implementar no seu cardápio do dia a dia.

Dicas de substituição

  • Leite: consuma leites vegetais como o de soja ou de amêndoas. Vegetais como a couve, agrião e brócolis também podem ser uma opção, pois possuem taxa de absorção igual ou maior que o leite.
  • Carnes: você pode substituir as carnes por soja e derivados, algas, shitake, quinoa e amaranto.

A ingestão diária de proteína indicada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é baseada no peso corpóreo, sendo  0,8 g por kg de peso, mas é importante lembrar que você deve consultar um nutricionista para que sua alimentação seja equilibrada e saudável.