Doação de sangue: Saiba como salvar vidas com um gesto simples e seguro

A doação de sangue é um gesto de solidariedade que pode salvar vidas sem prejudicar a saúde do doador. No Brasil aproximadamente 1,4% da população doa sangue, uma média de 14 pessoas para cada mil habitantes.

Apesar de atingir o percentual recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que é de 1% a 3% da população, o Ministério da Saúde reforça a importância de aumentar o número de doadores para manter os estoques regulares em todo país.

O que é preciso para doar?

  • Apresentar um documento oficial com foto
  • Estar bem de saúde
  • Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam do consentimento formal dos responsáveis)
  • Pesar mais de 50 kg
  • Não estar em Jejum e evitar alimentos gordurosos 3h antes da doação

Quem não pode doar?

  • Pessoas com diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade
  • Gestantes e lactantes
  • Usuários de drogas
  • Pessoas expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como hepatite e AIDS
  • Pessoas que tiveram relações sexuais com parceiros desconhecidos sem o uso de preservativos

Você sabia?

Com apenas uma doação é possível salvar até quatro vidas.

É fato ou fake?

O volume de sangue doado não prejudica a saúde do doador

Fato! O volume de sangue doado é de acordo com o peso e altura do doador. O organismo repõe o sangue nas primeiras 24h após a doação.

Pessoas que possuem tatuagens não podem doar sangue.

Fake! As pessoas com tatuagens podem doar sangue normalmente, desde que a tatuagem tenha sido realizada há pelo menos 12 meses.