Como o seguro D&O pode ser importante para o enfrentamento da crise?

por Antonio Pessoa

Em época de crise as reclamações de terceiros podem ser tornar mais presentes pois os gestores e administradores ficam mais expostos aos seus desdobramentos e decisões a serem tomadas. A crise financeira de 2008 por exemplo, escancarou a relevância da responsabilidade do administrador e suas consequências a terceiros.

Nesta época, as seguradoras arcaram com indenizações milionárias horando o seu compromisso com os segurados. Ficou evidente então, que aquela tão cobiçada promoção ou posição de liderança em uma organização, seja como gerente, diretor ou presidente, traz consigo um universo de responsabilidades no qual os administradores ficam expostos pelas suas decisões na gestão da companhia de uma forma geral.

Com o aumento das imputações de responsabilidade devido as reclamações oriundas da crise, observamos um cenário de executivos mais preocupados e cientes de sua exposição. Com isso nos anos seguintes houve um aumento significativo nas contratações de apólices de D&O. Se em 2008 nosso mercado registrava R$ 90 milhões em prêmios emitidos já em 2010 as contratações cresceram cerca de 60% passando para R$ 150 milhões e desde então vêm apresentando um aumento anual médio de 10%.

Se em um ambiente estável a vulnerabilidade de um administrador é alta, em épocas de crise ela é potencializada. Exemplos de situações que podem ocorrer durante a crise que estamos vivendo:

  • Risco de insolvência da empresa e exposição dos administradores com credores;
  • Questionamento da queda de receita pelos sócios da companhia;
  • O plano de retorno dos funcionários ao escritório pós pandemia.

Entre inúmeras outras situações que possam originar um sinistro, a principal cobertura acionada pelos segurados no momento de uma reclamação é a de custos de defesa. Em média a sua duração ocorre por 200 dias.

No ano passado, os valores de sinistros superaram os de prêmios arrecadados pelas seguradoras. Isto acarreta um mercado mais rigoroso e criterioso com suas análises de risco, tornando imprescindível o suporte especialista para auxiliar na tomada de decisão e desenho da melhor cobertura.

Lembrando que decisões tomadas hoje podem ser reclamadas e recaírem contra os executivos somente no futuro. Na apólice de D&O é prevista cobertura para ex-funcionários, desta forma você pode não estar mais na companhia, no entanto, coberto pela apólice de sua antiga casa respeitado os prazos contratados.

O cenário apresenta grandes desafios para todos e o mercado segurador tem as oportunidades necessárias para apoiar o desenvolvimento dos negócios com a mitigação dos riscos para seus administradores. Conte com o apoio de profissionais qualificados.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment

Full Name*

Link Website*